Dori Sant’Ana, é músico e ator. Bacharel em Composição Musical e Mestre em Artes Cênicas – Teatro –, pela Universidade Federal de Minas Gerais. Foi professor e de teatro na UVV; e de Música na UFES. Atualmente está como professor de música na Faculdade de Música do Espírito Santo – FAMES. É pianista, violonista e percussionista pesquisador da música brasileira da tradição popular. Compôs obras musicais de concertos para orquestras e para percussões brasileiras. Em 2010 Dirigiu os Shows dos renomados Hermeto Pascoal e Jair Rodrigues; Compositor da Trilha Sonora, Diretor musical para espetáculos de teatro e de dança: “A lenda do Reino Partido”, Cia Folgazões (2017), “A menina Cão”, Grupo Beta de Teatro (2016), “Teoria Geral da Fossa”, Balé da Ilha (2016), “Bernarda por detrás das Paredes”, Repertório Artes Cênicas (2010), circulando o Brasil pelo Prêmio de Circulação Nacional da Funarte, Miriam Muniz, em 2012; “Acabo Ficando mas Sempre Querendo ir”, da Cia de dança EluzArtes, apresentado no BBlakTino Performance Series/Showcase, realizado pela Bronx Academy of Arts and Dance /BAAD, em New York, USA, e em Tucson, Arizona, organizado pela Borderlands Theater (2012); “Marcas”, EluzArtes, (2013), no BlakTina Festival, em Los Angeles, CA, EUA. Atualmente Dori Sant’Ana atua como Músico/Ator/Bailarino no Espetáculo “Ser(Tão)” do Coletivo Emaranhado.